top of page

+-50% das pessoas querem mudar de emprego em 2025. Oportunidades na AI crescem.

A Microsoft divulgou a mais recente edição do Work Trend Index, o relatório que traça as principais tendências do mundo do trabalho.


Apesar da crença de que a IA e a perda de empregos estão associados, os dados agora apresentados vêm mostrar uma realidade onde não só cada vez mais pessoas estão a pensar em mudar de carreira, como existem empregos disponíveis e os trabalhadores com competências de IA terão prioridade. De acordo com o Work Trend Index, 46% das pessoas em todo o mundo estão a considerar demitir-se já no próximo ano. Neste contexto, o conhecimento em IA está a ser cada vez mais valorizado pelos novos empregadores, com dois terços dos líderes a afirmarem não contratar alguém sem competências nesta tecnologia, enquanto 55% referem estar preocupados com a falta de talentos suficientes para preencher vagas já este ano, sendo as áreas de cibersegurança, engenharia e design criativo as que mais sentem esta carência.


Já no contexto laboral, o Work Trend Index demonstra que 3 em cada 4 trabalhadores especializados (75% dos referidos knowledge workers) já utilizam IA generativa no contexto de trabalho, destacando como benefícios desta utilização a poupança de tempo, o aumento da criatividade e a possibilidade de se concentrarem no trabalho mais importante. Do lado dos líderes, embora 79% dos inquiridos concordem que a adoção da IA é fundamental para as organizações se manterem competitivas, 59% estão preocupados em quantificar os ganhos de produtividade da IA, e 60% temem que a sua empresa não tenha uma visão e um plano para implementá-la. Se por um lado estão os líderes que sentem a pressão para transformar os ganhos de produtividade individuais em impacto organizacional, do outro lado estão os colaboradores que não querem esperar para colher os benefícios, e prova disso é o facto de 78% dos utilizadores de IA estarem a trazer as suas próprias ferramentas de IA para o trabalho.


Saber mais aqui.

0 visualização0 comentário

Comentarios


bottom of page